13 de março de 2012

Necessarie


Quero estar nas tuas asas
ser tua brasa
caminhar teus passos
ser teu desejo armado
teu poema cheio de palavras tolas
sem rima, métrica, forma
a tristeza dosada e necessária
o verme, o lixo, a praga
quero es... SAIA.

JosÉ SoArEs NEto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você que por aqui está passarinhando...
Deixe seu assombro!