29 de março de 2012

Lagoa Redonda - lembranças...


Era feito de barro, tijolo branco e pedra
A casa de cor amarela
Na antiga rua ipiranga

Tinha uma velhinha modesta
Fumo era o perfume dela
Pra saúde caldo de feijão

Acerola, manga, mastruz,
Banana, goiaba, cana, siriguela
No sumo de tudo sua mão

Um caçimbão profundo
Turvava o vasto mundo
Osmarina, Chico, Raimundo...
Rimas que não se encontram mais.

José Soares Neto

Do livro Acidez
Contato: soaressnetto@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você que por aqui está passarinhando...
Deixe seu assombro!